SOCIOLOGIA & OPINIÃO / ANO 9

América do Sul, Brasil,
PÁGINA INICIAL LEIA ANTES! SOBRE O EDITOR TEXTOS DO EDITOR BIBLIOTECA MATERIAIS DE AULAS

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Querer é poder?

Bernardo Caprara
Sociólogo e Professor

Maria escutava música. Pela janela, enxergava o lema do indivíduo moderno ostentado na avenida: “Querer é poder”. A moça pensava na vida. Nas suas experiências desde pequena. Viajava no tempo e no espaço. Bastaria o mérito para alcançar o que queremos?

Surpresa, ela vasculhava o seu passado. Problematizava o valor das relações que construíra na sua trajetória até ali. Tentava entender a formação das suas vontades, dos seus desejos e das suas ações. Afinal, as coisas nem sempre deram certo. Eram cheias de idas e vindas. Misturavam-se as suas atitudes e as condições das circunstâncias que se apresentavam.

Algumas oportunidades ela havia conquistado. Era habilidosa. Outras surgiam no desenrolar dos acontecimentos. Sem dúvidas, suas qualidades adquiridas socialmente abriam portas e dinamizavam as possibilidades práticas de execução dos seus desejos. Tudo se revelava um movimento de interdependência entre a sua interioridade e a exterioridade mundana.

Maria acordara. Lúcida, sublinhara para si própria a importância da dedicação. Do foco. Porém, fazer disso um paradigma já era demais. Poderia gerar muita competição e individualismo. Desse jeito, as oportunidades para que todos os dedicados se satisfaçam pareciam ficar ainda mais longe.

.