SOCIOLOGIA & OPINIÃO / ANO 9

América do Sul, Brasil,
PÁGINA INICIAL LEIA ANTES! SOBRE O EDITOR TEXTOS DO EDITOR BIBLIOTECA MATERIAIS DE AULAS

terça-feira, 1 de abril de 2014

Ditaduras, democracias e contradições


Bernardo Caprara
Sociólogo e Professor

Contradições incomodam e constituem a vida, ao mesmo tempo.

Ontem, problematizando ditaduras e democracias com os estudantes que comigo dividem seu tempo, alimentei um sopro de esperança. Além de facilmente distinguirem as formas de governo, rejeitarem modelos autoritários, repressivos e censuradores por excelência, ainda trouxeram contribuições aos dias atuais. Disseram: a democracia precisa se aprofundar, pois ainda há opressão.

Hoje, leio coisas por aí, na vastidão da internet. Deparo-me com uma série de “mas”, “porém” e “contudo”. Palavras interpostas em conversas sobre a Ditadura Militar. Vejo alguns falarem de DitaBranda. Vejo muitos reproduzirem a falácia rasteira de que se vivia às portas do comunismo em 1964. Vejo defesas de parlamentares que nem merecem ter os nomes citados, tacanhos e toscos que são. Tudo isso no emaranhado da grande mídia e das redes sociais.

Pelo menos hoje muitas vozes têm eco. Não só as vozes fardadas ou adeptas às fardas. Não só aquelas que teimam em tentar sepultar qualquer esperança de democracia profunda. Vozes dissonantes. Para que o silêncio não retorne traduzido numa voz única, opressiva ao extremo. Para que nunca se esqueça. Para que nunca mais aconteça.

.