SOCIOLOGIA & OPINIÃO / ANO 9

América do Sul, Brasil,
PÁGINA INICIAL LEIA ANTES! SOBRE O EDITOR TEXTOS DO EDITOR BIBLIOTECA MATERIAIS DE AULAS

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Numa sala de aula qualquer

Bernardo Caprara
Sociólogo e Professor

No dia do professor, vem Mia Couto à cabeça: “No mundo que combato morro. No mundo por que luto nasço”.

Foi a Raquel Braun, linda professora aniversariante, quem deu a barbada há alguns dias, ao término de mais uma jornada de trabalho.

Ser professor é morrer todos os dias num mundo a ser combatido, individualista, desigual e opressivo. Árduo e pesado. Opressivo.

Também é nascer, um pouquinho que seja, em alguma fala ou olhar repentino, numa sala de aula qualquer. Na busca por uma educação de qualidade, pelos direitos humanos e por justiça social.

Sigamos!

.