SOCIOLOGIA & OPINIÃO / ANO 9

América do Sul, Brasil,
PÁGINA INICIAL LEIA ANTES! SOBRE O EDITOR TEXTOS DO EDITOR BIBLIOTECA MATERIAIS DE AULAS

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Na lama até as entranhas

Bernardo Caprara
Sociólogo e Professor

Começa o telejornal mais assistido do país. O telespectador pensa alto:

- Cerca de 15 minutos com matérias sobre a corrupção numa das maiores empresas de petróleo do mundo. Mais de 15 minutos demonstrando como o partido no governo desde 2003 está envolvido de cabeça no pagamento de propinas e no superfaturamento de obras. Mais um partido da ordem.

Nesse tempo todo, nem uma palavra sequer sobre uma informação importante da delação premiada que embasou todas as denúncias aparece na tela. O telespectador, que leu o documento da delação, pensa alto outra vez:

- O operador em questão começou a receber propina desde 1997 ou 1998. Época em que o principal partido da oposição na atualidade comandava o país. E agora pagam uma de bastiões da honestidade. Só que não! O jogo é sujo e não começou hoje. Sem fazer relações e buscar a historicidade dos fatos, fica difícil uma informação de qualidade.

Irritado, finaliza seus pensamentos em alto e bom tom, a despeito da desinformação que consumiu daquela empresa de comunicação:

- Os partidos da ordem estão atolados na lama até as entranhas. A mídia hegemônica também.

 

.