SOCIOLOGIA & OPINIÃO / ANO 9

América do Sul, Brasil,
PÁGINA INICIAL LEIA ANTES! SOBRE O EDITOR TEXTOS DO EDITOR BIBLIOTECA MATERIAIS DE AULAS

segunda-feira, 15 de junho de 2015

A vida é desafio

Bernardo Caprara
Sociólogo e Professor

Não esqueço aquele dia. Depois de muitas aulas, de intenso trabalho, eu estava desanimado. Na época, ia e voltava pedalando do trampo pra casa. O sinal fechou. Olhei para o lado e vi dois jovens, numa espécie de dueto-rap-poesia. Cada um completava a frase do outro.

- Eu vejo o rico que teme perder a fortuna.
- Enquanto o mano desempregado, viciado, se afunda.
- Falo do enfermo, irmão, falo do são, então...
- Falo da rua que pra esse louco mundão!
- Que o caminho da cura pode ser a doença.
- Que o caminho do perdão às vezes é a sentença.
- Desavença, treta e falsa união.
- A ambição como um véu que cega os irmãos.
- Que nem um carro guiado na estrada da vida.
- Sem farol, no deserto das trevas perdidas.
- Eu fui orgia, ego louco, mas hoje ando sóbrio.
- Guardo o revólver quando você me fala em ódio.
- Eu vejo o corpo, a mente, a alma, o espírito.
- Ouço o refém e o que diz lá no canto lírico.
- Falo do cérebro e do coração.
- Vejo egoísmo, preconceito de irmão pra irmão.
- A vida não é o problema, é batalha, é desafio.
- Cada obstáculo é uma lição, eu anuncio.

Eles me viram atento às suas falas. Segundos depois, completei:

- É isso aí, você não pode parar. Esperar o tempo ruim vir te abraçar. Acreditar que sonhar sempre é preciso... É o que mantém os irmãos vivos!

Sorrimos todos. Num encontro tão inusitado, uma velha letra dos Racionais MC’s uniu pessoas que sequer se conheciam. Ao menos por um instante. Na rua e para a rua.

.